Partolândia 

 

é um universo particular, um estado de interiorização que muitas mulheres vivenciam durante o trabalho de parto.

 

Embora ainda ausente dos dicionários, o termo é frequente em relatos de parto, descrito como uma outra dimensão, suspensa no tempo e no espaço, na qual, inundada de hormônios – em especial as endorfinas e a ocitocina – e imersa em sensações próprias do trabalho de parto, a mulher se desliga do que está ao seu redor para se conectar com o que realmente importa: a emoção do nascimento.